Conheça a Lâmina de Fundos

Fundos de Investimento

Conheça a Lâmina de Fundos

Nossa lâmina de fundos foi desenvolvido pensando principalmente na sua usabilidade, tanto web como mobile.

18/7/2019

Nos desenvolvemos a lâmina de fundos para facilitar a visualização das principais estatísticas de todos os fundos de investimentos do Brasil. 

Pela legislação a CVM obrigada que os fundos produzam mensalmente essas lâminas e ainda define quais estatísticas são obrigatórias nesse documento. Tivemos a atenção de programar todos esses requisitos para que a funcionalidade também possa servir com um documento oficial.

No primeiro item trazemos as principais informações do perfil do fundo, entre elas:

  • Nome
  • CNPJ
  • Data Inicial
  • Patrimônio
  • Número atual de cotistas
  • Classe
  • Benchmark
  • Taxa de Performance
  • Taxa de Administração
  • Investimento Mínimo Inicial
  • Investimento Mínimo Adicional
  • Saldo Mínimo de Permanência
  • Dias para Cotização da Aplicação
  • Dias Para Cotização do Resgate
  • Dias para Liquidação Financeira após Cotização do Resgate
  • Gestor
  • Administrador
  • Auditor

Após o perfil, temos diversos gráficos para facilitar a visualização da evolução das principais características do fundo, como: 

  • Peformance diária acumulada
  • Patrimônio Total vs. Valor Investido (Inclusive o P.L. médio dos últimos 12 meses)
  • Número de cotistas
  • Volatilidade de 21 dias anualizada
  • Retorno mensal 
  • Max Drawdown

Todos os gráficos apresentam o último valor da série no canto superior direito. No geral, são bem auto explicativos, com exceção do Max Drawdown. No entanto, o conceito de gráfico é muito útil e fácil de entender.

O Max Drawdown calcula a queda em relação à última maior alta, o pico. Ou seja, ele demonstra qual é a máxima perda que você ter sofrido caso você tivesse investido nesse fundo justamente no dia em que ele apresentou a maior alta. Fundos com um drawdown maior, ou seja, com um drawdown mais negativo, apresentam maior risco, mas também podem apresentam maiores retornos.

Por fim, temos três tabelas com as estatísticas exigidas pela CVM, além a tabela de retorno mensal, frequentemente encontrada nas lâminas dos fundos. A principal utilidade dessas tabelas, além de verificar os índices de retornos mensais e anuais, é entender como é a consistência do gestor.

Se uma boa performance recente também se manteve nos outros meses ou anos e se para isso o gestor teve que se arriscar mais, trazendo mais volatilidade para o fundo, e se isso ficou equilibrado quando pensamos na relação retorno vs. risco, medido pelo índice Sharpe.

Além disso, a tabela de consistência traz informações quantitativas fazendo a comparação do fundo contra o benchmark selecionado, mostrando em evidência o mês de maior retorno e menor. Esse mês-a-mês pode ser melhor analisado na tabela de rentabilidades mensais que traz também a rentabilidade em relação ao benchmark, a rentabilidade de em cada ano e a rentabilidade total acumulada até aquele ano.